Você está em:

IMPRENSA


Antônio Prado
Patrimônio Histórico e Artístico Nacional
A Cidade mais Italiana do Brasil

      Antônio Prado esta localizada na Serra Gaúcha, região Uva e Vinho, a 55 km de Caxias do Sul e 185 km de Porto Alegre.
      A cultura italiana desta comunidade esta inserida na vida local, nas casas antigas, no dialeto vêneto, na religiosidade, no artesanato e na gastronomia. Antônio Prado oferece uma opção de turismo diferenciada, onde é possível vivenciar o modo de viver de uma localidade que encanta a todos que por ela passam.
      Conheça a seguir os principais pontos turísticos do município:

Patrimônio Histórico e Artístico Nacional

      O município de Antônio Prado possui um Patrimônio Histórico e Artístico, constituído por casas de madeiras e alvenaria, que foram construídas no final do século XIX e início do século XX pelos imigrantes italianos. Essas casas foram tombadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), em 1989, com 48 edificações localizadas nas principais ruas do centro da cidade. É o maior acervo arquitetônico em área urbana referente à Imigração Italiana no Brasil, sendo considerado de suma importância para a preservação da cultura e identidade nacional.
      Antônio Prado tem como ponto forte a cultura herdada dos imigrantes italianos, através das construções, da gastronomia, do vestuário e do dialeto Vêneto. A comunidade de Antônio Prado busca valorizar não só o patrimônio material, mas também a cultura popular através do patrimônio imaterial. As manifestações culturais, o dialeto falado diariamente pelos moradores e o artesanato, fazem parte do dia a dia dos moradores locais, preservando assim, os costumes e os antigos hábitos dos imigrantes.

Casa do Artesão

      O artesanato de Antônio Prado conta com inúmeros artefatos, entre eles o crochê, o macramé, a bainha aberta e principalmente o frivoletê - técnica extinta em muitos lugares. Das mãos habilidosas de senhoras Pradenses são produzidas peças únicas e de rara beleza. O capricho e a dedicação são registrados através da confecção de objetos em palha de trigo e milho. A beleza da cidade retratada na figura do imigrante expressando a identidade de um povo.

Igreja Matriz

      A igreja foi construída em alvenaria de 1891 a 1897. Em 1911, chegaram puxados por carretas, os três sinos da igreja: o maior pesa 890 quilos e o menor, 464 quilos. Em 1912 foi erguido ao lado esquerdo da igreja, o campanário de madeira para abrigar os novos sinos. Em 1899, a igreja sofreu sua primeira reforma e embelezamento. Entre os anos de 1925 e 1928 ocorreu à segunda reforma da igreja, a mesma ganhou novos vitrais que culminou na construção das novas escadarias para o acesso a igreja. Já na década de 50, o artista italiano Emilio Benvenutto Zanon foi contratado para fazer as pinturas internas da igreja.

Centro Cultural Padre Schio (Museu Municipal)

      O Museu Municipal fica localizada na Casa da Neni, Construída em 1910, a casa de madeira abrigava, na parte térrea, uma ourivesaria e, no andar superior, a moradia da família. É a única casa tombada inscrita no livro tombo de Belas Artes, considerada uma obra de arte. No espaço destinado ao Museu Municipal encontra-se boa parte da história de Antônio Prado, peças/objetos de grande significado histórico/cultural que retratam a identidade local. A visita ao museu proporciona uma viagem ao passado, mostrando a história de um povo que, através da fé inabalável e do trabalho árduo, não mediu esforços para transformar, aos poucos, uma terra inóspita, selvagem, numa cidade bela de se viver.

Escadarias da Fé

      Duas escadarias no centro da cidade levam à Gruta Natural. Essas estão revestidas de fé, pois, ao longo da subida, encontram-se vinte e cinco capitéis que demonstram a enorme devoção religiosa do povo Pradense.

Gruta Natural

      Localizada a, aproximadamente, 1 km do centro da cidade, a Gruta Natural acolhe a imagem de Nossa Senhora de Lourdes desde a década de 30. No local encontra-se um campanário construído na década de 40 em madeira e que abriga o sino doado na época. É o retrato da religiosidade de um povo de muita fé.

Moinho Francescatto

      Localizado na estrada Protásio Alves, na Linha 21de Abril, cerca de 3 km da cidade, o moinho é uma verdadeira herança deixada pelos nossos colonizadores. Construído na década de 30, o então proprietário Beijamin Simioni desmanchou seu velho casarão de madeira, localizado na Linha 30, e com o mesmo material construiu, na beira do Arroio Colombo, na Linha 21 de Abril, outro prédio, o qual, mais tarde (1947), foi transformado em moinho pela família Francescatto. O funcionamento do moinho baseia-se na força motriz da roda d’agua, que, através de um canal construído na terra, canaliza a água do arroio até a roda de madeira que impulsiona as engrenagens ligadas por correias, movendo os equipamentos do moinho. O moinho é visitado e admirado por visitantes das mais diversas partes do país.

Ferraria do Marsílio

      A ferraria Marsílio foi fundada pelo imigrante italiano Ângelo Marsílio, em torno de 1900. Após seu falecimento, em 1945, deixou seu legado para os seus filhos e netos. Os irmãos Nadyr e Valdomiro Marsílio continuaram as atividades de fabricação de carroças, arados, foices, ferraduras e consertos em geral de todo o ferramental utilizado para os serviços na colônia. Em 1989, os irmãos encerraram as atividades. Hoje, realizam somente trabalhos ocasionais e para demonstração aos visitantes.

Santuário da Madona de Monte Bérico

      Localizado na Linha 21 de Abril, cerca de 5 Km da cidade, o Santuário recebeu sua primeira bênção em 12 de fevereiro de 1896. Em 1996 a Capela comemorou seu centenário e através de pedido feito ao Conselho Administrativo da Basílica de Monte Bérico, em Vicenza/Itália, o santuário recebeu uma nova imagem de Nossa Senhora de Monte Bérico, que substituiu a trazida pelos antigos imigrantes.

Cascatas da Usina

      Na década de 20, deu-se início a construção da primeira usina hidrelétrica do município. Com o apoio de uma turbina e de um depósito de água localizado numa das quedas d‘água, a usina gerava energia elétrica para a cidade de Antônio. Localizadas na estrada Júlio de Castilhos, cerca de 6 Km do centro da cidade, as Cascatas da Usina oferecem aos visitantes belas quedas d’água e lindas paisagens naturais.

34° Noite Italiana:

      Acontece dia 9,16 e 23 de agosto de 2014, às 20h, no Centro de Eventos de Antônio Prado. Principal festa referente a imigração italiana no estado, o evento é sinônimo de alegria e fartura. No cardápio são oferecidos frango menarosto e à passarinho, polenta frita e brustolada, batata doce, copa, queijo, pepino, pão, grostoli, bolos, cucas, café, biscoito colonial, vinho, suco de uva, merengue, frutas e doces e muita diversão ao som de vários grupos musicais.

3° Fenamassa:

      A FenaMassa acontece nos dia 10 à 12 e 17 à 19 de outubro, numa grande estrutura montada na Praça Garibadi, Centro Histórico de Antônio Prado. O evento visa a valorização da cultura e do patrimônio de Antônio Prado, tendo como tema central a gastronomia unindo a qualidade da gastronomia típica da imigração italiana e as inovações da culinária contemporânea. O evento conta com feira gastronômica, praça de alimentação, atrações culturais, oficinas, passeios, exposições, Museu da Massa, entre outras atrações.

      A Hotelaria de Antônio Prado é composta por 3 pousadas e 2 hotéis, num total de 224 leitos. As opções de gastronomia são vastas com restaurantes que servem a culinária típica da imigração italiana, a gastronomia colonial da região, empratados de chefs, churrasco, café colonial, pizzas, lanches, entre outros.
      As vinícolas e as lojas de produtos coloniais também são empreendimentos que devem fazer parte do roteiro de quem conhece Antônio Prado.
Rua Francisco Marcantônio, 57 - Antônio Prado/RS - CEP: 95250-000 Telefone: (54) 3293.5600
Antônio Prado - RS - A cidade mais italiana do Brasil - Copyright 2013 - Todos os direitos reservados